sábado, 31 de outubro de 2009

Casamento comunitário também pode ser emocionante



O Tribunal de Justiça de Goiás realizou um casamento comunitário no dia do servidor, 28/10. Uma iniciativa muito legal que proporcionou a realização do sonho de vários casais. Vale a pena dar uma conferida, basta clicar aqui.
15 empresas patrocinaram o evento. Teve doação de vestido, bouquet, sapato e tudo mais que é necessário ao casamento religioso e civil.
Nota 10 para a iniciativa ;-)


quinta-feira, 29 de outubro de 2009

10 Mandamentos para pegar o Bouquet

Encontrei esses 10 mandamentos no blog do site dos noivos Liana e Mário Viktor.
Achei divertido e irresistível não trazê-los para cá.

Portanto, queridas amigas que sonham em casar, preparem-se para arrasar quando eu jogar o bouquet. "Força na peruca" e boa sorte!

Mandamento 1 - Não vestirás tomara-que-caia
Como qualquer atividade, pegar o buquê exige traje adequado, vestido tomara-que-caia, por exemplo, é expressamente desaconselhado, pelo risco - como o próprio nome do vestido diz - de caírem, deixando você com tudo a mostra.

Mandamento 2 - Observarás o local do arremesso
É claro que a noiva vai lançar o buquê de um lugar mais ou menos óbvio. Se tiver banda, vai ser do palco, se tiver Dj, vai ser do lado do Dj. Se não houver nenhuma das opções, verifique qualquer altinho no relevo geral da festa, porque é de lá que o buquê deverá ser arremessado. É bom checar se o chão está seco, nada pior que um derrapamento nas fotos e no vídeo do casamento. Observe também lustres ou globos de boate, que podem interromper subitamente o vôo do tufo floral. Uma boa dica é ficar logo abaixo de algum "quebra-vôo", as chances de o buquê bater e cair num ângulo de 90 graus são realmente altas.


Mandamento 3 - Não esperarás ser nominalmente chamada
Por mais encalhada que você esteja, não se assuma como encalhada referência, tipo, "a" encalhada das encalhadas. se você estiver próxima desse marco negativo, procure ser a primeira a chegar ao local no momento do arremesso do buquê. Com isso, a noiva vai te ver logo e dar aquela piscadela simpática, em vez de pegar o microfone e começar a gritar seu nome como uma louca, até que você saia de debaixo do forro da mesa de doces e apareça.


Mandamento 4 - Ficarás na primeira fila
Sinceramente, esse negócio de buquê costuma ter uma alta dose de marmelada. Se fizessem uma CPI do buquê, ia ter muita encalhada devolvendo aos cofres públicos. Porém, se você é brasileira e quer fazer valer o seu destino, poste-se na primeira fila, próxima às melhores amigas da noiva.


Mandamento 5 - Alongarás seus braços
Antes de tentar pegar o buquê, é altamente recomendado um breve (e discreto, por favor) alongamento. braços, pernas e pescoço devem ser priorizados. Sugiro a cabine do banheiro, para garantir sua total prioridade na concentração.


Mandamento 6 - Não beberás muito
Muito embora a conquista de um buquê seja um momento ímpar na vida de qualquer mulher, deixe pra bebemorar depois de conseguir alcançar o objetivo, e não antes. Bebida e direção, como é notório, não combinam e você pode ter seus reflexos prejudicados. Aliás, fui a um casamento outro dia em que, ao ser lançado, o buquê virou três. Como eu tinha bebido um pouco, fiquei confusa, não sabia qual deles seguir e, adivinhem, fiquei sem nenhum. Por isso, aproveite que as adversárias estarão embriagadas e dê o melhor de si. Se mesmo assim não conseguir, você poderá beber muito para afogar as mágoas.


Mandamento 7 - Não puxarás o cabelo
Independentemente de sua vontade, de seus sonhos e planos, não agrida as adversárias. Valem agressões não visíveis: pisar no pé da outra com o salto agulha vale (é cruel, mas todo mundo acreditará que foi sem querer), uma cotoveladinha acidental no olho também passa, mas ninguém, ninguém, puxa o cabelo alheio sem querer. Além disso, imagine se a sua vítima estiver de aplique? Você vai ficar com um tufo de cabelo alheio e sem nenhuma florzinha nas mãos. Portanto, perca o buquê, se for o caso, mas não perca a classe.

Mandamento 8 - Não desistirás facilmente do que é seu por direito
Se você chegou até esse momento, seguiu o passo-a-passo e viu que o destino sorriu para você, vindo o 'mais que desejado' diretamente em sua direção, e, de repente, viu-se atacada por mil braços saídos sabe-se lá de onde, como se houvessem polvos, e não mulheres, à sua volta, seja firme. Não solte o buquê que veio diretamente para os seus braços. Se surgir aquela situação embaraçosa, de você e outra pegarem o buquê, raciocine rapidamente quem precisa mais. Se você achar que a outra precisa dele que você, solte-o. Só de ter vindo na sua direção, acredito que sue destino já estará selado.


Mandamento 9 - Não chorarás
Aconteça o que acontecer se depois de todo o esforço, o buquê fizer uma trajetória completamente inesperada e for capturado por uma criança de 10 anos, não se desespere. É muito feio chorar por perder o buquê, e mais feio ainda é o que vai acontecer com a sua maquiagem. Com os olhos pretos e borrados, sua chance de desencalhar só diminui.


Mandamento 10 - Repartirás o buquê com as amigas
Agora, se a noite for sua, e a luz da sua estrela brilhara para o buquê, seja legal com suas queridas amigas que não pegaram e dê uma florzinha (pequena, singela, discreta, e que não comprometa o arranjo como um todo) a cada uma de suas amigas encalhadas, para que elas não percam as esperanças nunca.

Se acharam um exagero alguém fazer esses 10 mandamentos, confiram só o que aconteceu com uma das convidadas louca para pegar o bouquet: Pegando o Buquê da Noiva.
Como diria a Copélia do Toma Lá Dá Cá, "prefiro não comentar". rs

Ainda sobre bouquet, encontrei informações prática e interessantes aqui.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

ECAD - A cobrança em festa de casamento é ou não legal?

Como disse o "anônimo" no comentário do post  ECAD - Informações e simulações de cálculos , sempre soube que em festas privadas não haveria cobrança.



Imagina pagarmos direitos autorais cada vez que fizêssemos uma festa em casa?

Aí fiquei pensando que talvez a cobrança no casamento fosse pelo fato de alugarmos salão, já que sempre fizemos festas em casa ou no máximo no play do prédio em que morávamos na época.

Diante de tudo isso, vou procurar e trazer a resposta dúvida: festa de casamento tem que pagar ou não taxa do ECAD???

Assim que tiver a resposta irei fazer novo post.

Abraços a todos e muito obrigada pela contribuição sempre tão bem-vinda!

Um casamento inesquecível

ECAD - Informações e simulações de cálculos


Para quem não sabe, o ECAD é o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição é uma sociedade civil, de natureza privada, instituída pela Lei Federal nº 5.988/73 e mantida pela atual Lei de Direitos Autorais brasileira – 9.610/98.

Ele cobra os direitos autorais das músicas tocadas (ao vivo ou de forma eletrônica) nos mais diversos eventos, inclusive casamentos. Descobri recentemente que também deveriam ser pagos direitos autorais em festa de casamento. Li em mais de uma proposta de prestação de serviço que o contratante (nós noivos) que serão os responsáveis pelo pagamento.

Segue contribuição do meu amado noivo, que me passou o link do ECAD já com as informações fundamentais para quem organiza casamentos.

Lá eles informam detalhes sobre a cobrança de direitos autorais e oferece simulações.

.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Lista de convidados, mudança de igreja e local para recepção

Inicialmente estava definido que iríamos fazer uma pequena recepção, quase "bolo e champanhe", no salão embaixo da igreja da PUC. Mas fomos percebendo que a autorização para o uso poderia demorar muito, e era real o risco dela não ser concedida.

Preocupada com tamanha incerteza decidi telefonar para alguns salões próximos à igreja.

Caiu a ficha de que os salões (em sua maioria quase absoluta) exigem exclusividade de buffet, o que certamente encareceria muito a recepção.

Senti que estávamos diante de um impasse: não sendo a recepção ao lado da igreja, não poderíamos nos limitar ao bolo e champanhe. Mas se fôssemos muito além teríamos que enxugar a lista de convidados.

Como a igreja reservada tem capacidade para 380 convidados sentados, ficaria ridículo convidar apenas 100 pessoas.

Solução: mudar a cerimônia para uma igreja menor.

Logo me lembrei da Capela Santa Teresinha, que fica no Palácio Guanabara e é linda, pequena (108 sentados) e barata (R$ 250). Tem estacionamento, segurança, acesso fácil (sem escadarias) e relação afetiva (meus pais se casaram lá).


Faltava saber se estaria disponível para a data escolhida, já que ela é bem concorrida.

Liguei na terça-feira, dia 13, e fui informada inicialmente que não haveria horário disponível para o dia 24/07/2010. Em seguida a pessoa percebeu que havia ocorrido uma desistência e estava livre o casamento das 19 horas. Exatamente o que seria nossa primeira opção. Segurei a ansiedade e convoquei o noivo para sairmos no dia seguinte pela manhã para resolvermos “coisas do casamento”. Só quando o encontrei expliquei minha preocupação e o convenci a irmos conferir a igreja para que depois ele desse a palavra final sobre qual igreja iríamos nos casar. Na véspera imprimi alguns textos sobre mini-casamentos, inclusive o post da Emanuelle (Casar é fácil) e seus comentários.


Conversamos com o diácono Raimundo que nos contou que após a desistência outra noiva havia pedido para que ele reservasse a data. Ele aguardou até a segunda-feira (um dia antes ao meu telefonema) e liberou o horário na terça-feira. Como ele disse: essa data estava reservada para nós. Afinal, se eu tivesse ligado um dia antes não haveria disponibilidade e eu não pensaria em ligar dias depois. Fiquei muito empolgada e verdadeiramente emocionada.

Meus pais se separaram, mas se casaram apaixonados. Ele já não está aqui, mas estará muito presente para mim nesse dia tão especial.

Como dizem por aí, o universo conspira mesmo em favor das noivas. ;-)

O diácono notou que meu noivo não estava seguro sobre a troca da igreja e disse que seguraria a data para nós até a sexta-feira (16/10), quando finalmente retornamos lá e confirmamos que nosso casamento será no dia 24/07/2010 às 19 horas na Capela Santa Teresinha.

Tive o privilégio de sentir a emoção de marcar a data do casamento três vezes (duas na PUC - adiamos a data inicial por causa do salão da igreja - e uma no Palácio). Todas as vezes fiquei muito feliz, mas agora sei que será a última. Seja onde for a recepção, a cerimônia não muda mais.

Superadas as escolhas da data e da igreja, iniciamos novo capítulo: “A busca pelo local ideal para recepção de nosso casamento”.

Ainda no dia 14 fomos ao Fluminense conhecer o Salão Social, que possui capacidade para até 200 pessoas, custa R$ 1500 e vem com mesas, cadeiras e equipe de 4 pessoas. Tudo quase-certo, não fosse o fato de o clube fazer aniversário no dia 21/07 e não alugar nenhum salão no dia 24/07/2010 para que comemorem.

Curiosidade: no IV Workshop que ocorreu no Sheraton Barra nos dias 24 e 25, conversando com uma senhora do estante de um fotógrafo, soubemos que a noiva que cancelou a reserva da Capela havia reservado o salão do Fluminense e o funcionário do clube não observou esse “detalhe” do aniversário. Por conta disso, ela irá se casar em outra data (não sei quando). Ou seja, a data era mesmo nossa, porque muito mais importante que comemorar no Fluminense seria casar na Capela. Posso quase dizer que amo esse clube. Só não digo por que meu noivo vai se achar e porque sou FLAMENGUISTA. ;-)))
 
Obs. Mais fotos da Capela estão disponíveis no meu álbum: http://picasaweb.google.com/robertanoiva2010/CapelaSantaTeresinha

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Cuidado com lembrancinha para carro

A idéia de receber uma lembrança do casamento de uma pessoa querida é deliciosa.
Acho que tanto quem casa quanto quem é convidado e torce pela felicidade do casal fica feliz.
Mas como tenho visto muita divulgação em torno de lembrancinha para ser colocada por manobristas no retrovisor dos carros, deixo aqui o meu alerta: poderá não funcionar como planejado.



1) É preciso que alguém coloque a lembrancinha no carro e essa pessoa não pode falhar, não pode esquecer.
2) Os carros podem estar cheios de passageiros e apenas uma lembrancinha para todos pode gerar frustração para alguns queridos convidados.
3) Os convidados que forem de carro e simplesmente não utilizarem o serviço de manobrista nem saberão das lembrancinhas.
4) Nem todos irão de carro, principalmente nessa época de Lei Seca. Muitos podem usar taxi e não irão receber a lembrancinha.

Por isso, sugiro que além da lembrancinha no retrovisor, haja também outra que possa ser vista e recebida no salão.
Pode ser um bilhetinho no bem-casado, ou qualquer outra lembrancinha que combine com os noivos e os convidados.

Que tal adaptar a idéia da tag para o carro em um marcador de página?
Os convidados poderão utilizar em seu livro e guardar de forma fácil dentro do mesmo.

domingo, 18 de outubro de 2009

Igrejas católicas que pesquisei

>>> Vamos casar na
Capela Santa Teresinha (Laranjeiras, Palácio Guanabara)
200 pessoas (108 sentadas)
Casamentos: 6ª feira às 18 e 19h e sábado às 16, 17, 18 e 19h
Diácono Raimundo (muito simpático e atencioso)
Capela: R$ 250
Sem salão
Tel. 2334-3301

Capela da UFRJ - Igreja São Pedro de Alcântara (Urca)
130/140 pessoas (70 sentadas)
Casamentos: 6ª feira, sábado e domingo; último horário às 19h
Padre a parte
Capela: R$ 2000
Salão (até às 22h, sem dança): R$ 2500/3000
Copa: R$ 250
Tel. 2295-1595

Capela Real - Capela Nossa Senhora das Garças (Flamengo)
200 pessoas sentadas
Capela: R$ 2000
Salão: R$ 3000 (para 300 pessoas)
Tel. 2558-7961 e 2558-6194

Capela Santa Inês (Gávea)
Padre a parte
Capela: R$ 1500
Salão térreo para 200 pessoas: R$ 3500
Tel. 2274-2402 e 2274-2248

'Igrejinha' de São Conrado
Secretário: Fernando
Casamentos: 6ª feira e sábado - 11h/20h
Capela: R$ 1700 (em duas vezes, ou R$ 1200 à vista)
Salão: R$ 700
Tel. 3322-0560

Paróquia São Francisco de Paula (Barra da Tijuca)
Casamentos: sábado - 20:30h
Capela: R$ 1000
Sem salão
Tel. 2491-8509

Paróquia Santo Agostinho (Barra da Tijuca, Novo Leblon)
400 pessoas sentadas
Capela: R$ 600 (+ R$ 200 de taxa de atraso que será devolvida se o casamento começar às 20h)
Sem salão
Tel. 2438-4823

Capela Santa Rosa de Lima (Barra da Tijuca, Parque das Rosas)
Capela: R$ 1200
Sem salão
Tel. 3326-4277

Paróquia Imaculada Conceição (Recreio dos Bandeirantes)
Casamentos: 6ª feira às 19:45h e sábado às 11h e 19:45h
Capela: R$ 1000
Sem salão
Tel. 2437-9099 e 2437-0692

Paróquia São Pedro do Mar (Recreio dos Bandeirantes)
Casamentos: sábado após a missa
Capela: R$ 150 (está em obra mas realiza casamento)
Sem salão
Tel. 2490-2287

Igreja Sagrado Coração de Jesus (Gávea, PUC-Rio)
Pe. Djalma
Só para alunos (ex-alunos) e funcionários (ex-funcionários)
Casamentos: sábado às 19:30h
Capela: R$ 300
Sem salão

Paróquia Nossa Senhora da Luz (Alto da Boa Vista)
200 pessoas (120 sentadas)
Capela: R$ 1500
Salão: R$ 1500 (serviço exclusivo e salão vazio)
Tel. 2433-3764
Est. das Furnas 220

Paróquia Santo Cristo dos Milagres (Alto da Boa Vista) - não consegui falar
Pe. Navarro
90 pessoas sentadas
Capela:
Salão: envidraçado
Tel. 2433-3764 -


quarta-feira, 14 de outubro de 2009

"Mini-casamento" da atriz Regiane Alves

Acompanho o trabalho da Regiane e sempre gostei, mesmo quando ela fazia aqueles papéis de "meninas insuportáveis nas novelas do Manoel Carlos". rs
Ano passado a vi no teatro com o Bruno Mazzeo e foi ótima a peça!!!
Achei muito legal essa "intimidade" do casamento, com apenas 70 convidados e no próprio condomínio.
Enquanto isso eu aqui me sentindo "culpada" por pensar em cortar nomes da lista. rs
Sem falar da dificuldade para encontrar um salão que caiba no bolso.
Ah... como seria bom se meu condomínio tivesse um espaço assim.
Pensando bem, meu condomínio fica muito longe da igreja onde quero casar.
Já que agora eu e meu noivo não abrimos mão da igreja, vamos ter que ir quebrando a cabeça para conciliar datas e orçamentos. É preciso manter o humor e curtir essa fase pré-casamento com o mínimo de stress possível. :))


Regiane Alves e Thiago Antunes: intimidade marca o casamento

Mônica Martelli, Carol Castro, Mareliz Rodrigues, Daniel de Oliveira e Vanessa Giácomo comemoram a felicidade dos noivos

FOTOS: GIANNE CARVALHO E RAFAEL FRANÇA
No espaço Le Gourmet do condomínio onde vivem, no Rio, Regiane e Thiago oficializam a relação de quatro anos e dois meses ao lado de pequeno grupo que faz parte da história do casal.
No espaço Le Gourmet do condomínio onde vivem, no Rio, Regiane e Thiago oficializam a relação de quatro anos e dois meses ao lado de pequeno grupo que faz parte da história do casal.

Os quatro anos e dois meses da relação de Regiane Alves (31) com Thiago Antunes (32) sempre foram marcados pelo romantismo. (...) A pequena cerimônia no espaço Le Gourmet, no condomínio onde vivem, na Barra da Tijuca, Rio, teve apenas 70 convidados, entre parentes e amigos íntimos, (...) "Queríamos uma festa com a nossa cara, reunindo somente os que fazem parte dessa história, em uma espécie de lounge, como se fosse a nossa sala de estar", justificou a noiva.

Durante a boda celebrada pelo juiz Álvaro Almeida, com direito a palavras do pastor Pedro Vieira Veiga (...) Regiane não conteve as lágrimas durante depoimento do noivo perante todos. "Lembrei que o namoro havia começado quando aceitei a proposta dela de passar um fim de semana em Paris. E que agora eu estava feliz por ela aceitar ficar o resto da vida comigo", disse Thiago. "Ele fez um discurso lindo. Foi maravilhoso e melhor do que planejamos", garantiu Regiane.
(...) "Não queria um vestido tradicional. Escolhi esse em tom pérola, que é lúdico e ao mesmo tempo moderno", explicou a noiva. (...) decoração com arranjos de flores brancas como lírios e astromélias e pontos de luz com velas em vasos.
Já o bufê (...), incluiu pratos como ravióli de cenoura com queijo de cabra. (...), a festa foi até as 4h30 da manhã. "Foi tudo íntimo, tanto que todos que colaboraram com essa festa eram amigos", disse a noiva. Regiane e Thiago passaram a noite de núpcias no hotel Fasano, em Ipanema, e depois viajaram para a lua-de-mel, em Itacaré, Bahia.

Fonte: Caras (pois é, noiva arruma tempo até para ler Caras; na verdade vi por acaso a manchete, rs)

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Noivinhos: você irá guardá-los?


Ainda nem escolhi os noivinhos mas já estou pensando em como irei guardá-los sem que fiquem cheios de poeira e conservados.

Totalmente por acaso encontrei um blog que indicava um site americano onde vende aquelas caixas de acrílico próprias para guardar coleções e que já vi em vários programas sobre organização.
Achei perfeita!


Mais para frente irei conferir mais detalhes sobre a compra, até porque não sei qual será o tamanho dos noivinhos.

Se alguém souber de outra loja ou tiver outra idéia deixe a dica.

sábado, 10 de outubro de 2009

Bienal do Livro, autógrafos no livro "Casar é Muito Fácil" e revistas "Noivas Rio de Janeiro"

Jurava que tinha escrito alguma coisa sobre o tema, mas quando fui procurar no rascunho do blog não encontrei nada. Parece que minha cabeça anda "viajando" muito e se perdendo por aí.


Na Bienal (não vou entrar em detalhes sobre a Bienal, onde passamos o dia inteirinho, sem exagero!) fui com meu noivo no stand da Editora Hama (do livro "Casar é Muito Fácil") que estava no último pavilhão.
Fizemos a festa por lá!! Tiramos algumas dúvidas e aproveitamos as  imperdíveis promoções.
O livro estava por R$ 20 e cada revista "Noivas Rio de Janeiro" estava por R$ 5.
Havia também uma promoção para ganhar a bolsa da revista (com dois sabonetes da Granado) que não largo mais, afinal "Eu sou uma noiva do Rio de Janeiro". rs
Agora a bolsa está a venda no site da editora por R$ 15. Dá até vontade de comprar outra, porque é muito prático usá-la. Normalmente uso-a para colocar meu caderno com anotações sobre o casamento, uma pasta de plástico com papéis sobre casamento, uma revista e ainda cabem minha agenda e meu estojo de caneta, fofo e rosa da PUC, que ganhei do meu noivo-querido quando marcamos a data na igreja da PUC. Às vezes a agenda e o estojo vão na bolsa tiracolo.


Por uma sorte incrível estavam as duas autoras do livro, que conversaram e autografaram. Depois que viram meu noivo lamentaram por eu não ter avisado que ele estava lá porque teriam autografado para o casal. Mas tudo bem.
Conversamos, principalmente com a Emanuelle, que é a simpatia em pessoa. Ela pediu para me fotografarem com ela e colocou nossa foto no seu blog Casar é Fácil (eu estava sem câmera - buá). A foto pode ser vista aqui (estou de lilás segurando o livro, na última linha).

Detalhes imperdíveis: Como não tínhamos mais mão nem braço para carregar tantos livros que já havíamos comprado e que ainda queríamos comprar (meu noivo estava com mochila e nós dois cheios de sacolas - que saudade da Bienal - rs), só compramos 3 revistas (com cerca de 300 páginas cada).
Depois descobri que a Editora Hama fica perto de casa e que haviam algumas promoções para compra de edições antigas. Liguei para lá e confirmei que poderia comprar pessoalmente (o frete é muito caro porque as revistas são muito pesadas). Novamente meu noivo-querido foi comigo e compramos TODAS as revistas (quase todas, nos deram duas de brinde e completamos a nossa mais nova coleção).

Estou lendo as revistas e indico para todas as noivas cariocas. São EXCELENTES!!! 
Ao ler uso marca texto rosa para marcar várias dicas. Também faço dobras pequenas (em cima) em algumas folhas que quero destacar.
Claro que ainda não tive tempo de ler todas as revistas. Afinal, estou aproveitando cada pedacinho de cada página.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Noivas Neuróticas - Bridezillas


Já assistiram o programa "Noivas Neuróticas" (no original: Bridezillas)?
Passa no Discovery Home & Health (canal 55 da NET).

É bem interessante, porque além de ver vários imprevistos que podem acontecer, também mostra como uma noiva pode ficar insuportável e egocêntrica.
É no mínimo divertido.

Para se ter uma noção do "tom" do programa, segue abaixo a tradução da música de abertura, que fica "melhor" ainda acompanhada dos desenhos.

Cuidado para não se tornar uma BRIDEZILLA !!!! rs
Já passou programa em que o noivo não suportou as brigas da noiva com a filha e não apareceu no casamento. Depois foram para Las Vegas e casaram escondido de todos.


Ela está cuspindo fogo
Noiva Neurótica
Nada a satisfaz
Não dá para conversar com ela
Não dá para matá-la
Aí vem a Noiva Neurótica
Cuidado


"O conto de fadas pode se transformar em pesadelo quando as exuberantes protagonistas se transformam em monstros, passando da doçura a uma feroz obstinação quando se trata de planejar a grande data." (descrição do programa feita pelo canal Home & Health)
Related Posts with Thumbnails