quarta-feira, 29 de setembro de 2010

RELATO 12 - Decoração do salão: Vera Rios


foto da irmã da noiva durante o dia

foto da irmã da noiva durante o dia






Nota: 10
(ela perguntou para o noivo se queria que mudasse algo e ele disse que não, como contestar? kkk)

Conhecemos-a por acaso quando fomos visitar o salão do Fluminense, depois de marcar nossa data na Capela Santa Teresinha.
Tinha trocado email com a Vera no final do ano passado e depois deixei de lado o assunto.
Fui fechar a decoração poucas semanas antes do casamento. Ela foi ótima. Não ficou querendo me empurrar o que “está sendo usado” (o que de-tes-to), entendeu a proposta de um casamento intimista, quase como se estivesse recebendo em casa. Comprou na hora minha idéia de usar as cadeiras do Gurilândia, que o Fernando não queria por achar que tinha que ser cadeira branca de ferro (pois é, meu noivo também deu muito pitaco, rs), queria também mesa dos doces com pé de madeira branca.

Escolhemos com ela a cor da toalha e das flores, estava na dúvida entre rosa e amarelo. Ela nos mostrou combinação de cores com os tecido e eu dispensei o sobre-toalha (ou o nome que derem para aquela toalha menor que fica em cima da principal).
O tipo do arranjo (mini-buquê) da mesa dos convidados eu tinha visto numa dessas revistas fininhas e baratinhas de decoração (compramos há séculos na Casa Cruz e só abri uns dois meses antes do casamento kkk) e levei para ela ver. Pedi umas pétalas em torno do vaso para dar um chame.
Ela colocou pétalas também na caixa de vidro embaixo dos doces, o que eu achei bem mimoso e delicado. Totalmente meu estilo.



Na escada da entrada até tinha pensado em colocar velas no chão, mas depois desisti com medo de alguma ponta de vestido ir parar lá. Para nós em primeiro lugar veio a segurança e conforto de todos, principalmente dos convidados.
Também não quisemos velas no chão por conta das crianças, vai que alguma se empolga e mete a mão? kkk

O marido da Vera é uma simpatia. Vale a pena conhecê-lo. No final, quando me viu distribuindo os mini-buquês para as convidadas que estavam (pessoal mais íntimo),me deu um dos vasos de vidro onde eles estavam estavam. Achei o máximo. Maaaaasss, deixei na mesa da minha mãe enquanto fazia outras coisas e quando me dei conta tinham levado. Acredito que o pessoal da equipe da Vera deva ter pegado sem saber que ele tinha me dado. Fiquei chateada mas nada que afetasse meu humor, claro! :)


O orçamento foi muito bom. Vale a pena conferir com toda certeza.

RECOMENDADÍSSIMO!!!

Levei porta-retrato com nossa foto, que ficou ao lado dos bem-casados. E também levei a igreja do Playmobil que ficou na mesa de chá, logo na entrada, no hall, em frente ao aparador com bem-casado.

















mesa de chá antes de arrumarem, acho que não tem foto dela arrumada :(




sábado, 25 de setembro de 2010

RELATO 11 - Caricatura: André Mello (dicas de onde usar)



Nota: 10 (pela qualidade da caricatura)


Nota: 7 (pelo atendimento, ou ausência dele)


Descobri o André na lista. Adoramos o trabalho dele e corremos para encomendar uma caricatura sem nem saber direito o que faríamos com ela. Quando ficou pronta (com muuuuito atraso, ele chegou a pedir desculpas porque tinha feito confusão e achava que já tinha enviado) adoramos. Mas enviei email para ele pedindo para assinar e colocar a data do casamento, além de querer saber se ainda seria possível encomendar aquela caricatura estilizada, mas ele nunca mais respondeu aos meus emails. Uma pena, porque gostaria muito de poder indicá-los e encomendar outros trabalhos, até para presentear amigos. Quem sabe ele melhora no tempo de resposta algum dia... Se alguém souber de alguma novidade conta para gente.
Detalhe: sei que esse início de ano foi complicado para o André, que perdeu o pai.


RECOMENDO para quem não for ansioso e tiver muuuito tempo até o casamento!!!

--> Com a caricatura fizemos banner, cartões para mesa dos convidados, com um lado a caricatura e do outro agradecimento pela presença, cartões de reserva para as 4 mesas das famílias dos noivos, cartões colados nos espelhos dos banheiros com recadinho, “programa” com músicas da cerimônia religiosa, nome dos pais, dos padrinhos e daminhas, além da história da igreja e um pouquinho da nossa história.
Usamos até mesmo num cartão de agradecimento para um dos padrinhos ao devolver a escada que ele nos emprestou (depois deu outra de chá de panela) logo que nos mudamos para o apartamento novo.
NÓS FIZEMOS TUDO, desde a idéia até a confecção e AMAMOS o resultado. :)))))


domingo, 19 de setembro de 2010

RELATO 10 - Decoração da Igreja: A Roseira


Nota: 9
Éramos 4 noivas, então não existiam grandes possibilidades para criar. Ficamos nas tradicionais flores brancas. Consegui (eba!) que aceitassem a idéia das fitas entre os bancos, em substituição à hera. Vi essas fitas uma semana antes na foto do casamento dos meus pais na mesma Capela. Claro que ao dar a idéia para as outras noivas lá na Roseira não falei isso, para não influenciar.
Elas gostaram por dois motivos: fica mais barato e com menos volume. Considerando ser uma capela, fica mais leve para passarem. A noiva das 18 h até comentou que era meio desastrada e que gostou da idéia para não correr risco de sair levando hera. kkk
Eu sou o tipo de noiva que gosta de sair um pouco do mais óbvio, por isso fico buscando alternativas da minha cabeça e adoro quando dá certo. :))

Pelo atendimento RECOMENDO COM MUITA RESSALVA. Querem impor que a decoração seja feita por eles. O Seu Vicente (que eu não cheguei a conhecer pessoalmente) até me ligou para falar maravilhas da Roseira e da Dilma, que havia sido grossa comigo ao telefone. No meu caso, ainda quiseram reclamar que eu estava dificultando o contato, só que eu havia conhecido 2 outras noivas no curso de noivos e nenhuma delas havia recebido telefonema da Roseira. Pedi para darem meu telefone para a quarta noiva, já que tinha os telefones das outras 2. Mas parece que vão deixando mesmo para cima da hora de propósito, porque aí as noivas (que não são tão “calmas” quanto eu e não entendem como alguém fecha um contrato semanas antes) ficam pilhadas para fecharem logo com a Roseira.

Conseguimos negociar preço porque peguei dica na lista para levar orçamento de outro lugar. Deu certo. Obrigada meninas! ;)

Pela execução RECOMENDADÍSSIMO.
Pelo conjunto apenas RECOMENDO.


Obs. Fotos não oficiais. Primos dos noivos.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

RELATO 9 - Aliança: Lior (Plaza Shopping, Niterói)

Nota: 10

Melhor custo benefício que encontramos no shopping. Ao contrário de outros lugares que vimos, a gravação interna é grátis e há garantia de polimento e de ajuste de tamanho. Deram-nos desconto para pagamento à vista.

Escolhemos um modelo tradicional que ficou bem em conta. Eu praticamente só lembro que estou com a aliança quando olho para ela. É super confortável.

RECOMENDADÍSSIMO!!!

Detalhe: compramos nossas alianças pouco mais de uma semana antes do casamento e buscamos faltando uns 3 dias. A vendedora ligou para gente preocupada porque não tínhamos ido busca (já estava pago) e o casamento estava muito próximo, chegou até a achar que havia se confundido com a data. rs

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

RELATO 8 - Convite: Convites Vilson


Nota: 10 (pelo resultado final)


Nota: 7 (pelo atendimento e execução do trabalho)

Conhecemos na ExpoNoivas a empresa e lá escolhemos o modelo do nosso convite. Juntamos o detalhe de um e outro convite e fizemos a mistura perfeita para o nosso. O preço foi ótimo: R$ 225 (com um relevo externo). Combinaram e cumpriram de preservar o valor da feira para irmos à loja na semana seguinte. Na feira também se comprometeram a enviar a prova em até 2 dias, quando o normal seria 7 dias, o que para gente ajudou muito, já que tínhamos pouco tempo e os erros foram muitos).

Na loja demoraram bem para nos atender, mas como já tínhamos a ficha lá preenchida foi um pouquinho melhor. Combinamos de enviar por email uma fonte que eles não tinham e deixamos junto com o pedido uma folha impressa como layout da parte interna do convite.

Mas por algum descuido sinistro deles, a primeira prova que recebemos por email veio completamente errada. Sorte que minha mãe também nos ajudou a fazer a busca dos “sete erros”. Faltava desde a data do casamento até a clássica parte “convidam para a cerimônia”. rs Pois é, leia e releia muito o texto do seu convite para evitar surpresas desagradáveis.

Durante as várias provas acabamos mudando a fonte interna do convite, o que foi um grande acerto da nossa parte. Essa mudança gerou muitos testes em casa e vários impasses divertidos entre a gente.

Entregaram os convites no prazo, mas quando fui buscá-los vários convitinhos individuais pareciam estar cortados tortos e pedi para refazerem a metade (olhei um por um).

O resultado final ficou excelente e, para completar, comprei na Caçula cristais Swarovski (acho que tamanho 12) e colei um por um como um acabamento do convite. Sei que sou suspeita para falar, mas ficou lindo e todo mundo elogiou, inclusive amigos do Fernando (e eu achando que só mulher que iria reparar, rs).

RECOMENDADÍSSIMO!!! MAS ATENÇÃO MÁXIMA COM OS DETALHES

===
Já tinha escrito sobre os convites em post anteriores, quem quiser conferir pode clicar aqui.
Recebemos muuuuitos elogios pelo convite e confesso que ficou lindo mesmo, mais bonito pessoalmente do que na foto. E nesse foto ainda não havia colado o cristal, que foi motivo de muuuuuuitos mais elogios, de homens e mulheres :)))

Entregar os convites dá trabalho, mas é muuuito gostoso.

Dica de noivos enrolados: scaneamos o convite (envelope e o convite em si) e enviamos para várias pessoas que estávamos com dificuldade de entregar pessoalmente. No final entregamos para todos, mas foi bem legal a pessoa já se sentir incluída, até porque no convite tinha o site do nosso casamento, que fizemos no Prometo.

sábado, 4 de setembro de 2010

Curso de Formação de Maridos

Eu me diverti :P
Para descontrair no feriado.

Curso de Formação de Maridos


Objetivo pedagógico:
Permite aos homens desenvolver a parte do corpo da qual ignoram a existência (o cérebro).

São 4 módulos:

Módulo 1: Introdução (Obrigatório)

1 - Aprender a viver sem a mamãe. (2.000 horas)

2 - Minha mulher não é minha mãe. (350 horas)

3 - Entender que não se classificar para o Mundial não é a morte. (500 horas)


Módulo 2: Vida a dois

1 - Ser pai e não ter ciúmes do filho. (50 horas)

2 - Deixar de dizer impropérios quando a mulher recebe suas amigas. (500 horas)

3 - Superar a síndrome do 'o controle remoto é meu'.. (550 horas)
4 - Não urinar fora do vaso. (1000 horas - exercícios práticos em vídeo)
5 - Entender que os sapatos não vão sozinhos para o armário. (800 horas)
6 - Como chegar ao cesto de roupa suja. (500 horas)
7 - Como sobreviver a um resfriado sem agonizar. (450 horas)


Módulo 3: Tempo livre

1 - Passar uma camisa em menos de duas horas. (exercícios práticos)


Módulo 4: Curso de cozinha

1 - Nível 1. (principiantes - os eletrodomésticos) ON/OFF = LIGA/DESLIGA

2 - Nível 2. (avançado) Minha primeira sopa instantânea sem queimar a Panela.
3 - Exercícios práticos Ferver a água antes de por o macarrão.



Cursos Complementares

Por razões de dificuldade, complexidade e entendimento dos temas, os cursos terão no máximo três alunos.

1 - Cozinhar e limpar a cozinha não provoca impotência nem homossexualidade. (práticas em laboratório)

2 - Porque não é crime presentear com flores, embora já tenha se casado com ela.

3 - O rolo de papel higiênico: Ele nasce ao lado do vaso sanitário? (biólogos e físicos falarão sobre o tema da geração espontânea)

4 - Como baixar a tampa do vaso passo a passo. (teleconferência)

5 - O detergente: doses, consumo e aplicação.

6 - A lavadora de roupas: esse grande mistério.

7 - Diferenças fundamentais entre o cesto de roupas sujas e o chão. (exercícios com musicoterapia)

8 - A xícara de café: ela levita, indo da mesa à pia? (exercícios Dirigidos por Mister M)

9 - Analisar detidamente as causas anatômicas, fisiológicas e/ou psicológicas que não permitem ao homem secar o banheiro depois do banho.


O curso é gratuito para homens solteiros e para os casados damos bolsas.
Related Posts with Thumbnails