terça-feira, 24 de agosto de 2010

RELATO 7 - Nossa roupas: Flor de Laranjeiras (adoramos nossas escolhas)

Vestido: Flor de Laranjeira (Niterói)


Roupa do Noivo: Flor de Laranjeira

Nota 20 (10 do vestido + 10 da roupa do noivo)

Passeamos bastante atrás de vestido. Amei os vestidos e atendimento da Noi Due em Campo Grande, que conheci na Expo Noivas. Mas como era muito longe resolvi procurar também aqui em Niterói. Li elogios sobre a Flor de Laranjeira no Orkut e fui lá com o Fernando conhecer. O primeiro vestido que a Adriana mostrou foi o “O” vestido. Caiu feito uma luva. Era diferente de todos os que tinha experimentado, estava elegante e sexy ao mesmo tempo. No mesmo dia experimentei a mantilha que foi a que mais gostei e usei no dia do casamento.

Voltei na loja com a minha mãe para ela dar o palpite, já que havia detestado o vestido na foto que tiramos no celular. Quando ela viu o vestido pessoalmente amou, assim como eu e o Fernando já tínhamos amado. Negociamos o valor e conseguimos a roupa do noivo de brinde. Valeu muito a pena!

No aluguel estavam incluídos além do vestido e da mantilha, a grinalda e o brinco.

RECOMENDADÍSSIMO!!!



Dica de noiva: a gente às vezes precisa ser prática e agir conforme nossa realidade. Adorei o atendimento e os vestidos que vi em Campo Grande, mas estou morando em Niterói e não teve escolha melhor do que alugar as roupas aqui mesmo, onde dava para ir a pé ou em menos de 5 minutos está lá de carro. Na reta final seria um verdadeiro transtorno ir para Campo Grande 3 vezes no último mês antes do casamento.
Para terem idéia, confiram quantas vezes fomos à loja: (1) para conhecer os modelo, (1) para mostrar para minha mãe o vestido que tinha gostado, (1) para experimentar de novo para ter certeza e para pagar, (1) para fazer a prova inicial, (1) para fazer a prova final e para o Fernando também provar sua roupa, (1) para buscar as roupas, (1) para devolver as roupas, total de 7 vezes. Reparem que aluguei o vestido cerca de 2 meses antes do casamento.
Obs. Hoje (24/08/10) fazemos 1 mês de casados, com muito amor e alegria.
O maridão viajará à tarde a trabalho, mas como ele disse: nossa lua de mel é diária. :)))

domingo, 22 de agosto de 2010

RELATO 6 - Clube Gurilândia - excelente descoberta para a nossa recepção

Procuramos vários lugares para fazer a nossa recepção até encontrar o Gurilândia, onde fechamos felizes da vida. Queríamos um local que combinasse com a gente, que fosse perto da igreja, fácil para estacionar (não precisava ter estacionamento), acessível para quem tivesse dificuldade de locomoção e o mai$$ importante: pudesse levar tudo de fora, bufê, decoração...
Vimos lugares, como Clube Fluminense, que até o DJ era escolha ($$) deles.
Como queríamos uma festa com o nosso jeito e com preço que podíamos pagar (sem ficar com dívidas) o Gurilândia caiu como uma luva.



Salão: Gurilândia Clube



Nota: 10

Descobrimos através da lista que era possível fazer festa no Gurilândia. Fomos lá conferir e adoramos o local e a localização. O preço convidativo e a opção de poder levar tudo de fora baratearam bem os custos finais.

O caminho entre a Capela e o clube é fácil e em ambos os locais foi possível aos convidados encontrar vagas com facilidade. Coloquei os detalhes no site do casamento para que todos os convidados pudessem ter acesso.

O salão ficou bem como queríamos, aconchegante, no estilo de quem está recebendo amigos em casa.

Na frente do salão, do lado de fora, há um parquinho que fez sucesso. Tem muitas fotos fofas das crianças brincando lá. Ainda do lado de fora, mas do outro lado, tem mesas e cadeiras onde era possível o fumante ficar sem incomodar. A temperatura do salão estava ótima (ele possui 5 aparelhos de ar).

Dentro do clube ficaram estacionados três carros: um de cada família e outro dos noivos.

O noivo, agora marido, disse ter achado o lugar inesquecível.

RECOMENDADÍSSIMO!!


Várias fotos que tiramos do Gurilândia estão disponíveis no meu álbum no Picasa.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

RELATO 5 - Capela Santa Teresinha - um acerto total

Inicialmente íamos nos casar na igreja da PUC, onde estudei. Seria tudo lindo, mas com certeza muito vazio, já que a igreja de lá tem capacidade para umas 400 pessoas (íamos convidar umas 250 pessoas para bolo e champanhe).
Com a mudança nos planos o primeiro lugar que pensei foi a nossa Capela por saber ser linda e fofa e por meus pais terem se casado lá. Queria um lugar que fizesse parte da história de pelo menos um dos dois e consegui. :)
A Capela foi perfeita!!!!


Capela Santa Teresinha

Nota: 10

A capela é linda e aconchegante. Possui estacionamento e segurança para todos os convidados, o que era uma preocupação nossa desde o início. Não queríamos uma igreja que ficasse direto na rua para termos privacidade e segurança e a Santa Teresinha proporciona isso perfeitamente. Houve atraso no(s) casamento(s) anterior(es) e fiquei dentro do carro na maior tranqüilidade. Várias amigas e familiares vieram falar comigo, entraram e saíram do carro sem o menor problema. Entrar na igreja com ela cheia é muito bom, principalmente se considerarmos uma festa programada para ter entre 100 e 110 presentes. Para ficar mais especial, meus pais se casaram nesta mesma Capela. Perfeito!

“Salve Carmela Dutra!” (palavras do maridão)

RECOMENDADÍSSIMA!!!


Observação: Quem não tiver entedido as palavras do maridão, pode conferir a história da Capela que irá entender. :)


Dica de uma recém-casada: uns dois meses antes do casamento, quando vi a cena do casamento da Luciana, da novela Viver a Vida, senti um frio no estômago sinistro. Era um misto de emoção com medo de entrar na igreja, afinal eu sabia que entraria sozinha.

Vou falar para vocês que na hora H foi TOTALMENTE diferente do que havia imaginado. Eu estava calma, talvez porque o meu casamento atrasou por conta dos anteiores e eu fiquei um bom tempo no carro esperando. Vi a fila dos padrinhos, vi o noivo na frente (ele quis ser o primeiro a entrar para ver todos entrando "pagando mico" como ele disse, rs), a daminha, tudo dentro do carro com um super insulfilm.
Quando a cerimonialista estava arrumando meu véu para o grande momento a porta abriu umas duas ou três vezes, sendo uma das vezes o suficiente para eu ver o Fernando no altar. Quando eu o vi imaginei que ele também tivesse me visto e caí na gargalhada (ele disse que não me viu, que foi tudo muito rápido) e pensei: "é só seguir reto até o final, onde ele está".

Ao entrar na igreja, cheia e com tantos rostos sorrindo para mim, não tinha como ficar nervosa. Não era uma platéia (não é como falar em público com pessoas querendo achar defeito), eram amigos e familiares queridos. Um deles, logo no início da igreja falou para mim "MENGÃO". Perfeito, dei uma descontraída geral, fiz sinal de positivo com a mão que não segurava o buquet e segui para encontrar o noivo que, quando me viu chegando fez sinal para eu desacelerar, preocupado com as fotos e o vídeo. kkk
Enfim, o que tenho para dizer é: ver uma igreja (ou capela) cheia, e com rostos conhecidos e queridos sorrindo para você é muito melhor do que falar em público. É um momento tão lindo que se eu pudesse voltar lá andaria muuuito mais devagar, curtindo cada passo e cada sorriso. :))


Para ver mais fotos da Capela Santa Teresinha (não é do nosso casamento, mas do nosso álbum), clique aqui.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

RELATO 4 - Sapato da noiva (e Havaianas)

Sapato da noiva: Rosa pink com laço atrás, da Datelli



Nota 1000 para o Zé e nota 10 para o sapato

Ganhei de presente de um amigo nosso, Zé Wilson.

Havíamos ido entregar o convite na casa desse amigo, aqui em Niterói e quando estávamos de saída lembramos da sacola que tínhamos esquecido na cozinha. Quando o Fernando foi buscar comentei que tinham cartões de lojas que passamos no caminho porque estávamos procurando um sapato rosa para mim. Ele na mesma hora disse que iria me dar de presente. Fiquei vermelha de vergonha (sou assim mesmo, rs), mas ele já foi dizendo que eu devia calçar 37 e que iria comprar, para eu ficar tranqüila. Saí de lá meio sem jeito e dois dias depois ele entregou para o Fernando, no trabalho, o sapato. Quando a gente abriu à noite até me emocionei. Era exatamente o modelo que havia experimentado na Datelli e que estava namorando meio sem jeito por conta do preço. A-M-E-I !!!

O sapato é tudo de bom, muito lindo e confortável.

RECOMENDADÍSSIMO!!!

Mesmo com um sapato tão confortável, fiz questão de levar um par de Havaianas para o final da noite. Foi uma excelente decisão, porque dancei muuuito, e fiquei muuuito tempo em pé conversando com os convidados, tirando fotos, indo em cada mesa.
Por isso, minha dica é: LEVE um chinelo ou um sapato baixo para trocar no momento que achar adequado, porque ninguém merece noiva sem conseguir andar por conta de dor no pé.
Lembre-se, no dia seguinte você vai acordar com o seu marido e irá querer ter pé para pisar no chão. :)
Eu escolhi um modelo de Havaianas que tinha tudo a ver com minha roupa (rosinha e com tiras prateadas), e meu estilo. E, agora, sempre que olho para ela lembro do casamento. Uma delícia :)))))



segunda-feira, 9 de agosto de 2010

RELATO 3 - Maiores acertos - fornecedores

reLocais escolhidos para cerimônia e recepção:
Capela Santa Teresinha e Gurilândia

Roupas dos noivos:
Flor de Laranjeira

Sapato da noiva:
Rosa Pink (Datelli) presente do Zé Wilson, amigo do casal

Buffet e open bar:
Platô Buffet

Doces:
RR Delícias

Bolo:
Delícias de Selma

RELATO 2 - A escolha da música da entrada no salão

Nossa música de entrada foi uma dúvida só, mas aí o Fernando veio com a “Do seu lado” do Jota Quest e ao ouvir e prestar atenção na letra falei “É ESSA”. O Fernando era muuuuito esquisito. kkkkkk E, diz ele, que me achava tão chata... tá, eu era um pouco chatinha. kkk


Letra completa no link: http://letras.terra.com.br/jota-quest/69707/

O meu comportamento egoísta
O seu temperamento difícil
Você me achava meio esquisito
E eu te achava tão chata

domingo, 8 de agosto de 2010

RELATO 1 - Nosso casamento em partes

Preparei um relato (que ficou bem grande) para enviar para o grupo Noivas Rio e irei colocá-lo todo no blog, mas em partes, para ficar separado por assunto. Nesse relato tive a contribuição do maridão, que desde o início adorou a idéia de eu participar da lista, criar blog, conversar com outras noivas. Eu falo de vocês e ele se interessa, é muito legal. São incontáveis as dicas que aproveitamos da lista, dos blogs e dos sites.

Acho que no relato dá para ter uma boa noção do que planejamos para nosso casamento, os acertos e os erros. Mas estou totalmente à disposição para esclarecer qualquer dúvida.

Nosso orçamento era baixo e conseguimos nos manter na linha. Anteontem o Fernando fez as contas por alto e nosso casamento estava em pouco menos que R$ 15.000 (festa programada para ter entre 100 e 110 presentes, fora as crianças).

Minha mãe me deu os parabéns e disse ter ficado orgulhosa em ver a festa tão linda, com tantos detalhes e sabendo que tudo foi organizado por nós.

Tive muita ajuda do Fernando que foi um noivo completamente participativo, com quem pude conversar muito e desabafar também.

Nós tivemos muita alegria ao nos mudarmos para Niterói, nesse apartamento que estamos adorando. Ganhamos presentes ótimos de pessoas muito queridas, inclusive minha irmã, que ainda em dezembro, comprou uma louça de porcelana linda com pratos, até xícaras de café, além dos talheres. Ganhamos também geladeira, máquina de lavar, fogão, cama com colchão, antes mesmo de iniciar a lista de presentes.

Depois, com a entrega dos convites, ganhamos muitos presentes que adoramos, mesmo estando fora das listas, e dentro das listas estamos com ótimos créditos nas 4 lojas escolhidas. O saldo entre gastos e presentes foi positivo. :)) Mas claro que não fizemos uma festa pensando nisso, o que não quer dizer que não ficamos mega-felizes. Afinal, tantos presentes representam real economia para montarmos nossa casa, né? Posso dizer que a casa toda poderá ser montada com os presentes (o apartamento já possui todos os armários embutidos, o que facilita muuuito).

Ah, ainda sobre presentes, ganhamos do tio/padrinho do Fernando as passagens para Buenos Aires, que amamos.

Por falar em Buenos Aires, criei neste sábado à noite um blog para colocar as fotos e os detalhes da viagem: Lua de Mel em Buenos Aires (http://luademelembuenosaires.blogspot.com). Ainda vou dar uma melhorada no visual do blog. :)

Lembrei do email enviado outro dia por outra recém-casada sobre o vazio do pós-casamento (pós-celebração), e adianto que minha mãe comentou várias vezes que ficava preocupada comigo, porque eu estava muito absorvida pelos preparativos e ela achava que eu não teria o que fazer depois e ficaria desanimada. Posso dizer que ainda não tive tempo dessa ficha cair. Do casamento corremos para fazer as malas para lua de mel, de lá chegamos em casa e eu caí de cama com febre e muita tosse, melhorei ontem e consegui parar para fazer o relato, temos que escolher as músicas do vídeo, enviar fotos da lua de mel para colocarem no vídeo, estava selecionando fotos para colocar no nosso álbum virtual para os convidados verem, e ainda estou louca para ir visitar minha mãe, que só tenho falado por email e telefone. Na quarta-feira à noite ainda fui para o curso de mediação na OAB, no Centro. Posso dizer que, por enquanto, ainda estou na correria do casamento, até porque o Fernando está de férias até amanhã. Depois eu conto como vão ficando as coisas quando a ficha for caindo. rs

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Voltamos para casa. A lua-de-mel continua... Check list pós-casamento?


Chegamos ontem de Buenos Aires, onde ficamos entre os dias 27/07 e 3/08. Foi tudo ótimo. Depois farei um relato com as 1001 dicas que anotamos ao longo da viagem.
Felizmente não tivemos problema de atraso no vôo, mas chegamos bem cansados em casa.
Tomei agora um antibiótico porque estou tossindo, acho que pode ter sido pelo frio. Ontem de manhã chegou a fazer 2 graus no Obelisco.


Anteontem perguntei para o meu MARIDO (eba!!) se estava chateado pela lua-de-mel estar acabando e ele todo fofo disse que não, porque nossa lua-de-mel será diária. :))))

O Fernando veio dizer hoje que precisamos preparar um check list porque os preparativos em torno do casamento não acabaram. Pois é, ele tem razão.
Seguem alguns itens que lembramos, se alguém puder contribuir com outros é só escrever. :)

1. escolher lista de músicas para o vídeo;

2. escolher fotos da lua-de-mel para serem incluídas no vídeo;

3. escolher fotos "não oficiais" para colocarmos no nosso álbum on-line para os convidados verem (dissemos que faríamos no programa que distribuímos), e inclusive já recebemos fotos (que convidado tirou) por email, conforme também havia sugerido no programa;

4. pegar as fotos que os primos do noivo tiraram e deixaram no computador da minha sogra;

5. conferir as listas de presentes e iniciar a programação para as entregas e eventuais trocas;

6. preparar o agradecimento dos presentes e enviar;

7. buscar na igreja o documento do casamento religioso;

8. levar o documento acima ao cartório;

9. descobrir onde é importante fazermos alterações do estado civil (não mudamos os nomes);

10. mais algum?

Related Posts with Thumbnails