quinta-feira, 12 de agosto de 2010

RELATO 5 - Capela Santa Teresinha - um acerto total

Inicialmente íamos nos casar na igreja da PUC, onde estudei. Seria tudo lindo, mas com certeza muito vazio, já que a igreja de lá tem capacidade para umas 400 pessoas (íamos convidar umas 250 pessoas para bolo e champanhe).
Com a mudança nos planos o primeiro lugar que pensei foi a nossa Capela por saber ser linda e fofa e por meus pais terem se casado lá. Queria um lugar que fizesse parte da história de pelo menos um dos dois e consegui. :)
A Capela foi perfeita!!!!


Capela Santa Teresinha

Nota: 10

A capela é linda e aconchegante. Possui estacionamento e segurança para todos os convidados, o que era uma preocupação nossa desde o início. Não queríamos uma igreja que ficasse direto na rua para termos privacidade e segurança e a Santa Teresinha proporciona isso perfeitamente. Houve atraso no(s) casamento(s) anterior(es) e fiquei dentro do carro na maior tranqüilidade. Várias amigas e familiares vieram falar comigo, entraram e saíram do carro sem o menor problema. Entrar na igreja com ela cheia é muito bom, principalmente se considerarmos uma festa programada para ter entre 100 e 110 presentes. Para ficar mais especial, meus pais se casaram nesta mesma Capela. Perfeito!

“Salve Carmela Dutra!” (palavras do maridão)

RECOMENDADÍSSIMA!!!


Observação: Quem não tiver entedido as palavras do maridão, pode conferir a história da Capela que irá entender. :)


Dica de uma recém-casada: uns dois meses antes do casamento, quando vi a cena do casamento da Luciana, da novela Viver a Vida, senti um frio no estômago sinistro. Era um misto de emoção com medo de entrar na igreja, afinal eu sabia que entraria sozinha.

Vou falar para vocês que na hora H foi TOTALMENTE diferente do que havia imaginado. Eu estava calma, talvez porque o meu casamento atrasou por conta dos anteiores e eu fiquei um bom tempo no carro esperando. Vi a fila dos padrinhos, vi o noivo na frente (ele quis ser o primeiro a entrar para ver todos entrando "pagando mico" como ele disse, rs), a daminha, tudo dentro do carro com um super insulfilm.
Quando a cerimonialista estava arrumando meu véu para o grande momento a porta abriu umas duas ou três vezes, sendo uma das vezes o suficiente para eu ver o Fernando no altar. Quando eu o vi imaginei que ele também tivesse me visto e caí na gargalhada (ele disse que não me viu, que foi tudo muito rápido) e pensei: "é só seguir reto até o final, onde ele está".

Ao entrar na igreja, cheia e com tantos rostos sorrindo para mim, não tinha como ficar nervosa. Não era uma platéia (não é como falar em público com pessoas querendo achar defeito), eram amigos e familiares queridos. Um deles, logo no início da igreja falou para mim "MENGÃO". Perfeito, dei uma descontraída geral, fiz sinal de positivo com a mão que não segurava o buquet e segui para encontrar o noivo que, quando me viu chegando fez sinal para eu desacelerar, preocupado com as fotos e o vídeo. kkk
Enfim, o que tenho para dizer é: ver uma igreja (ou capela) cheia, e com rostos conhecidos e queridos sorrindo para você é muito melhor do que falar em público. É um momento tão lindo que se eu pudesse voltar lá andaria muuuito mais devagar, curtindo cada passo e cada sorriso. :))


Para ver mais fotos da Capela Santa Teresinha (não é do nosso casamento, mas do nosso álbum), clique aqui.

9 comentários:

Ju disse...

Que legal o seu depoimento Roberta!! mt bacana mesmo, e vc falou certo é uma platéia especial, está todo mundo ali torcendo pela sua felicidade! beijocas, ju

Camila disse...

Que lindo, Roberta!
Adoro esses relatos, pq quase dá pra viver o momento junto de vocês!
Beijos e felicidades!

Sandrinha disse...

Mto bonito!
Ver nossos amigos reunidos,torcendo e mandando p/ nós, aquelas energias positivas.
Realmente não tem preço!
Imagino a emoção.
E vc ficou firme e forte.
Não desabou a chorar.
Parabéns!
Bjs!!!

Anônimo disse...

Oi Roberta,

Também casarei lá em novembro. A Capela é muito linda mesmo! Mas o que me deu medo foi o atraso. Você tem ideia de quanto atrasou?

Beijos,

Nath

Melina disse...

Oi Roberta,

Casarei lá ano que vem.
Quem celebrou seu casamento? Foi de lá mesmo? Beijos

Roberta Legalmente Esposa disse...

O meu era o último casamento do dia. Acho que o atraso foi de uma hora. Mas eu mesmo não tenho certeza. rs
Pelo menos deu para ficar dentro do carro no estacionamento e não na rua como em outras igrejas.
Conversamos antes com o bufê sobre possível atraso e depois ligaram para avisar que estava atrasado e deu tudo certo. Começaram a contar 1 hora mais tarde.

Quem celebrou foi o Padre Fábio. Conhecemos no dia. Vou escrever sobre ele aqui no blog também. Bjs

Rafali disse...

Olá Roberta!
Eu vou me casar esse ano na igreja do palácio guanabara e liguei para o Maestro Alberto Matias para ver em relação a música da cerimônia, estou planejando o casamento do Paraná e só vou chegar uma semana antes... loucura total! Gostaria de saber sua opinião sobre o trabalho dele.

Tembém gostaria de saber em relação ao cerimonial da igreja... é necessário contratar alguém ou pode ser um familiar?
Não tenho a menor idéia sobre essas coisas.
Desde já muito obrigada!!!
Bjs
Aline.

tcnascimento33 disse...

Olá ! Onde fica esta capela? Estou buscando uma igreja pequena em SP.

Crissy disse...

Vou casar na Capela em novembro. Sempre foi meu sonho casar lá, não apenas pela simplicidade da igreja ou pelas facilidades dela, mas também por ter sido o local onde meus pais e meus tios se casaram.
Como eu sei que a Capela é super requisitada pelas noivas, tentei marcar o casamento com 2 anos de antecedência (novembro de 2014), mas, quando estive lá, fui informada que a agenda para 2016 só abriria em março de 2015, então tive que esperar.
Voltando em março de 2015, tive a felicidade de ter minha data no horário que eu queria (pois são 4 casamentos por sábado), mas a infelicidade de saber que o preço tinha mais que TRIPLICADO nesse curto espaço de tempo (disseram que por mudança do pároco) - ou seja, um gasto maior do que eu estava esperando.
Chegando mais próximo, fui à igreja para pegar o contato das outras noivas do mesmo dia, para vermos decoração (que tem que ser a mesma pro dia inteiro) e também músicos (evitando o problema de mudança de banda e equipamentos, bem como para conseguir um desconto - o que era sugerido por vários músicos). Foi com grande surpresa que me informaram na secretaria que não podiam fornecer os referidos contatos, uma vez que isso não fora autorizado pelas mesmas. Mas o engraçado da história é que mais de 3 vezes, profissionais entraram em contato comigo (por telefone e celular!) oferecendo seus serviços; profissionais esses que eu nunca tinha contatado e que só souberam minhas informações pela igreja!
Enfim, até agora foram vários desapontamentos, mas espero que tudo ocorra bem daqui a 2 meses!

Related Posts with Thumbnails