sexta-feira, 25 de setembro de 2009

De repente, noiva

Engraçado como funciona a cabeça de uma mulher (ou será do ser humano?).


Ficamos noivos em agosto de 2006, enquanto meu, até então namorado, foi estudar no exterior. Durante minha visita por lá ele me pediu em casamento. Achei lindo, romântico, inesquecível. Parecia flutuar... sempre querendo tirar foto mostrando o novo anel. rs
Depois de um mês de viagem (verdadeira lua-de-mel antecipada, como ele sempre dizia) retornei para minha rotina e a idéia do casamento parecia muito distante: ele ainda demoraria alguns meses para retornar e não tínhamos previ$ão de quando seria viável casarmos.

De repente, cerca de um mês antes de completarmos três anos de noivado, ele disse para casarmos na Igreja Sagrado Coração, na faculdade onde eu havia me formado. Achei ótima idéia e só. Aí ele começou a implicar dizendo que se eu quisesse mesmo casar já teria ligado para lá. Cedi e liguei (rs). Apenas uma semana depois o padre chegaria.
Fomos logo na segunda-feira, mas o padre estava ocupado e marcamos uma entrevista para o dia seguinte pela manhã.
Que nervosismo de repente nós dois sentimos. Como seria essa "entrevista"? O que falar? Quantas dúvidas surgiram...

Corri pela primeira vez para a internet em busca de ajuda sobre o tema. Li uma coisa ou outra e concluí que não havia o que fazer, era preciso aguardar o dia seguinte.
A conversa com o Padre Djalma foi ótima e marcamos a data de nosso casamento para o dia 20/03/2010.
Data escolhida pela possibilidade de minha cunhada estar presente e pela maior "proximidade" possível. Seis meses que pareciam uma eternidade para a minha ansiedade que de repente se instalou.
Saímos de lá empolgados como duas crianças que acabaram de ganhar um presente muito especial e aguardado.
Uma felicidade que mereceu ser brindada, durante o almoço, pelo casal mais feliz e apaixonado do restaurante.

Contamos para minha mãe e minha irmã, a primeira achou próximo e a segunda uma eternidade. Contamos dias depois para poucos amigos porque ainda esperávamos a confirmação da disponibilidade do salão para recepção.

Com ou sem a confirmação da data, eu já era "a" NOIVA em busca de informações em blogs, sites, livros, e onde mais fosse possível. Uma busca entusiasmada, sem dúvida.
Felicidade maior foi constatar que meu NOIVO estava tão empolgado e interessado quanto eu.
Desde o dia 11/08/09, data em que marcamos nossa primeira data (outra história que depois conto), ele vem confirmando o que sempre soube, um companheiro apaixonado e apaixonante.
Como dizem que o dia do casamento passa rápido, vamos aproveitar cada momento dos preparativos, porque na verdade, para os noivos, a cerimônia começa no dia em que, pela primeira vez, sonham juntos com com esse momento tão especial.

4 comentários:

Ale - Noiva Estressada disse...

Olá Roberta,

Obrigada por suas palavras, eu também sou uma pessoa simples, que gosta do tradicional rsrs, e afinal resolvi me casar na Igreja com ou sem decoração. O importante é a benção que receberemos e diante de Deus nos casarmos.
Muito linda sua mensagem e diria que vc está muito certa em aproveitar, ter alguém que te apoia é maravilhoso principalmente o noivo né, justamente sobre os preparativos do casamento de vocÊs. Te desejo muita felicidade e que vocês continuem sempre assim, que Deus abençoe sempre vocês.

Bjokas

Ale - Noiva Estressada disse...

ps:tenho selinho pra vc.

Bjos again

Danee disse...

Roberta, seja bem vinda ao mundo louco e delicioso do casamento. Boa sorte nas suas procuras e eu continuarei nas buscas.
Beijocas

Ju disse...

Aí que lindo!! Muito fofo! Aproveita e curti bastante esta fase pq é mt gostoso, né?

Related Posts with Thumbnails